Optimismo da China faz mercados europeus negociarem em terreno positivo


A Europa está a negociar no verde, inspirada pelo optimismo vindo da China, onde estão a ser aliviadas algumas medidas de combate à COVID-19, nomeadamente sobre refeições em grupo no interior dos restaurantes e o fim de proibições de trânsito em muitas cidades.

O índice de referência europeu, Stoxx 600, sobe 0,91% para 444,10 pontos. Os sectores que mais sustentam os ganhos são o tecnológico, a par dos ganhos registados no sector na Ásia e Estados Unidos, petróleo e gás e os recursos básicos.

Depois da praça de Londres ter estado encerrada nos últimos dois dias da semana passada, a bolsa londrina reabre em dia de moção de censura no parlamento britânico. Para já, tanto o mercado bolsista, como o cambial, parece estar a gerar ganhos, mostrando a vontade dos investidores em relação ao executivo britânico.

Qualquer reabertura da China vai dar um novo ânimo às bolsas a nível mundial, afirmou a analista do State Street Global Markets, Marija Veitmane, à Bloomberg, acrescentando que, “as pessoas e as empresas não vão gastar enquanto estiverem fechadas em casa”.

Nos principais índices da Europa ocidental, em Amesterdão, o AEX cresce 1,6%, o britânico FTSE 100 sobe 1,37%, o italiano FTSEMIB ganha 1,34% e o francês CAC-40 valoriza 1,09%. Já o alemão DAX soma 0,98%, o espanhol IBEX pula 0,89% e o português PSI é o que menos cresce com 0,65%.





Source link

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado.